Morador da Limeira é brutalmente agredido pelo Pré-Candidato a Prefeito de Prado “Jorginho do Guarani”

O vereador Jorginho do Guarani que é pré-candidato a Prefeito do município de Prado-Bahia, está sendo acusado de agredir a socos e chutes um morador da Limeira distrito de Prado, o administrador da Limeira conhecido como Charlão.

De acordo com as informações de Charlão a agressão ocorreu neste domingo 24 de maio de 2020, quando o vereador Jorginho estava fazendo uma reunião política com alguns moradores no distrito de Limeira. Ainda com base nas informações, Ele que é administrador há anos do distrito, e considerado de confiança do grupo de Mayra Brito e Wilson Brito que estão apoiando Jorginho como pré-candidato, foi até o local para participar da reunião, quando de forma grosseira e com suspeita de embriaguez o vereador Jorginho insultou Charlão com palavrões e o agrediu com chute e soco no rosto, um grupo de Jorginho que estava lhe acompanhando ajudou a agredir o homem que não teve como se defender das agressões.

Após as agressões, moradores que viram a ação covarde ficaram revoltados, alguns moradores tentaram linchar o vereador Jorginho e sua equipe, que se esconderam dentro da casa onde estava sendo feita a reunião para se proteger.

A esposa de Charlão ficou indignada com as a agressões, e salientou que é inadmissível um vereador e pré-candidato a Prefeito de Prado vim e agredir as pessoas, ainda mais sendo do mesmo grupo político.

Charlão é querido no distrito por estar sempre ajudando a população e realizando trabalhos sociais para as crianças e adolescentes.

Não é a primeira vez que o vereador Jorginho se demonstra despreparado e sai da linha. Esse é o perfil ideal para uma cidade que tem um Governo ditador e perseguidor.

Até pessoas de grupos políticos diferentes ficaram pasmos com o ato de agressão e relataram que política não se faz dessa forma e que Jorginho irá sofrer as consequências nas urnas, porque a justiça de Deus tarda mais não falha.

Confira áudio abaixo da esposa de Charlão.

Por-Alexsandro Vieira/ItamarajuUrgente

Deixe seu comentário